Memes e Marketing Digital: um ótimo aliado para a sua empresa

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Memes e Marketing Digital

Na década de 1970 a palavra “memes” surgiu em um estudo do cientista Richard Dawkins, em seu livro intitulado “O Gene Egoísta”. De acordo com o cientista o termo estaria ligado a uma informação ou ideia que se dissemina rapidamente, fazendo uma comparação entre informações genéticas e definindo o meme como um gene social, algo que se multiplica em grande velocidade.

No ambiente digital é comum confundirmos conteúdos virais e memes, sendo que o primeiro é algo intacto que viraliza nas redes sociais, e o meme é algo que vai se modificando e se adaptando para cada momento ou acontecimento do cotidiano. Dessa forma, o meme pode sim ser usado como estratégia de marketing digital, já que podemos apropriá-lo para cada circunstância, com algumas pitadas de criatividade, engajamento e no momento certo de utilizá-lo.

Memes no Marketing Digital

Para conseguirmos criar um meme ou apropriá-lo para as estratégias de sua empresa ou marca, devemos antes de mais nada, criar uma conexão próxima entre a marca e o consumidor, sabendo comunicar informações, visões e valores da forma mais informal possível, para que o internauta possa sentir uma certa intimidade. Essa aproximação é feita em muitos momentos através da utilização de memes, criando um ambiente de descontração no ambiente digital, e para isso, devemos ficar atentos, pois, como dissemos anteriormente que os memes são ferramentas que se alteram em determinadas circunstâncias, sua estratégia precisa estar preparada para possíveis alterações também.

Para montar sua estratégia, avalie se a linguagem utilizada cabe no contexto da marca, por exemplo: se você presta algum serviço de marketing digital para uma clínica médica, a utilização do meme deve ser feita de forma bem comedida, ou até mesmo segurar um pouco sua utilização em momentos que são tratados assuntos de maior seriedade. 

Preste atenção também no posicionamento de sua marca e faça o mapeamento de seu público, pois em alguns casos, o meme que é algo engraçado e talvez considerado “jovem”, se for usado por alguma marca mais “adulta”, pode até afastar alguns consumidores.

E claro, tenha cuidado com o timing, ou seja, o momento certo de utilizar um meme, pois sabemos que essas publicações surgem e  desaparecem rapidamente, por isso, o ideal é aproveitar a onda de memes e de engajamento. E além disso, utilizar um meme antigo ou já em desuso, pode te fazer parecer aquele “tio do pavê”. 

Análise, história e compreensão do consumidor

Já que o meme é usado para descontrair os consumidores, tome cuidado para não lotar o seu feed de memes, não faça deles o pilar principal de compartilhamento, vendas e tráfego online. De atenção aos conteúdos relevantes de sua marca e fique esperto para possíveis brechas em que os memes possam ser realmente benéficos.

E para isso, analise as métricas e veja se realmente sua estratégia está trazendo ganhos ou não, acompanhando a taxa de engajamento e a performance do conteúdo, verificando também o crescimento de acessos nas redes sociais.

E por último, cuidado com o cancelamento – pesquise e estude a história que está por trás do meme antes de associá-lo a sua empresa. Confira para ver se não há nenhum comentário negativo que possa gerar dupla interpretação dos usuários – pois os memes podem ser rápidos e fugazes, ou longos e por vezes, comprometedores para o futuro da marca.

Deixe um comentário
Sobre a DnA

A DnA – DESIGN ‘N’ ANIMATION é uma agência digital e produtora de conteúdo audiovisual que trabalha no desenvolvimento de vídeos, branding e marketing digital.

Siga nossas redes
Posts Recentes